Manteiga Composta

Ela é uma das bases da culinária francesa e grande coringa tanto na cozinha como na confeitaria. Estamos falando da manteiga, produto utilizado para conferir e ressaltar o sabor, alterar texturas, e dar brilho.  O seu uso em praticamente todas as receitas começou na França, e durante a idade média se espalhou por todo o mundo. Ir ao supermercado e encontrar 10, 20, 30 tipos de manteigas diferentes é realidade, porem para a produção de uma manteiga de qualidade, é preciso principalmente um leite de qualidade, o seu ingrediente principal.

A qualidade e o sabor do leite possuem um grau de interferência enorme no sabor final da manteiga, motivo pelo qual a produção começa no campo, na criação e alimentação dos animais. Basicamente a manteiga é a gordura do leite, onde a nata do leite é batida, se tornando uma emulsão cremosa. A produção começa pela desnatação do leite, separando a gordura do restante dos componentes, obtendo-se a nata. Na sequencia, essa nata passa pela pasteurização, processo que eliminará as bactérias existentes. As últimas fases compreendem a maturação, a batedura, a malaxagem e a envase.

Pela influencia do terroir, temos manteigas diferentes em todo o mundo, principalmente no sabor, influenciado pela alimentação do animal, e também na proporção de sal que cada uma contém. Assim como na produção de queijo, muito leite é necessário ao fazer a manteiga, valores que em média são de 21 litros para cada kg de manteiga. Esse produto que está em nosso dia a dia, é consumido desde a antiguidade, quando movimentava o comércio entre os países, e era boa moeda de troca.

A margarina ganhou muito espaço com o passar do tempo, na maioria das vezes como opção saudável a manteiga.  Criada após um pedido de Napoleão Bona Bonaparte que queria substituir a manteiga com o objetivo de reduzir custos, a margarina é uma gordura de origem vegetal obtida pela hidrogenação de óleos vegetais. Moléculas de hidrogênio são incorporadas as moléculas de gordura artificialmente, em uma temperatura muito elevada. Contem gordura trans, justamente para conferir um tempo maior de conservação, e uma textura melhor.

Está mais do que claro as diferenças básicas entre os dois produtos, sendo a manteiga um alimento totalmente natural, que contem uma grande quantidade de gorduras saturadas e colesterol, e que por esses motivos perdeu espaço no dia a dia das pessoas para a margarina, um alimento totalmente processado. Estudos recentes mostram que a gordura e o colesterol da manteiga não tiveram associação a nenhuma doença cardíaca depois de vários testes realizados, e que por provir da natureza, é mais benéfica para a saúde do que a margarina que contem compostos químicos.

A manteiga é sem sombra de duvidas a única indicada para uso culinário, principalmente para a confeitaria, pois a margarina não possui a mesma composição, e o resultado final poderá se comprometer totalmente. Na França, território da manteiga como assim podemos chamar, a manteiga é exaltada e muito valorizada, mesmo tendo perdido espaço para o azeite nos últimos anos, esse sim mais saudável.

O cheirinho da manteiga derretendo é inconfundível e da um sabor especial em diversas preparações. E existe uma maneira de você deixar sua manteiga mais maravilhosa ainda que é condimenta-la.

A Manteiga composta nada mais é do que incrementar sua manteiga com ervas, temperos, especiarias ou com o que a sua imaginação mandar.

Existem diversas combinações de sabores para você criar a sua manteiga composta e vamos hoje vamos dar das sugestões para vocês.

MANTEIGA COMPOSTA

Você pode tanto usar uma manteiga pronta de boa qualidade para fazer sua manteiga composta como fazer a sua manteiga em casa a partir do creme de leite fresco. Vamos ensinar você como fazer a manteiga para você viver essa experiência de ver uma manteiga surgindo!

Ingredientes:

- 1 garrafinha de creme de leite fresco

- sal e pimenta do reino

- ramos de tomilho

- páprica doce

- lemon pepper

Faz assim: Coloque o creme de leite na batedeira e comece  a bater em velocidade média. Assim que atingir a conscistência de chantilly aumente a velocidade e continue a bater até que o soro do leite comece a se desprender das gordura. Você verá a mágica acontecer. Uma "água" começa a se formar no fundo da tigela e toda "manteiga" vai se separando desse soro. Pare de bater quando você perceber que a gordura (que é a manteiga) já estiver com uma bela textura e untar bastante água no fundo da tigela. Descarte toda essa água e divida a manteiga resultante em duas tigelinhas. Se preferir usar uma manteiga já pronta, basta misturar com os ingredientes que escolher. Lembre-se de deixa-la fora da geladeira 1 hora antes de fazer para que ela amoleça e você consiga misturar facilmente!

  • Em uma delas acrescente sal, pimenta do reino e as folhas de tomilho. Misture bem com uma colher e coloque toda mistura num pedaço de papel manteiga. Enrole como um rocambole, apertando bem as laterais e guarde em geladeira.
  • Na outra tigelinha, acrescente 1 colher de sopa de páprica doce, 1 colher de sopa de lemon pepper e sal. Misture bem e faça o mesmo processo no papel manteiga. Leve a geladeira.

Quando quiser usar sua manteiga é só desenrolar do papel e cortar em rodelas.

Use para fritar bifes, ovos, dourar uma bela fatia de pão e mesmo colocar sobre a pipoca. Seja criativo nos temperos!!

Uma de nossas manteigas prediletas: Burro Soresina 

Ainda não existem comentários.

Comentários