Arroz

O arroz foi o principal alimento e a primeira planta a ser cultivada na Ásia.

As primeiras e mais antigas referências sobre o arroz são encontradas na literatura chinesa ha mais de 5000 anos.

Alguns historiadores apontam o Brasil como primeiro pais no continente americano a cultivar o arroz. O cultivo do arroz é chamado de orizicultura e começou a ser cultivado no brasil de forma racional e organizada em meados do século XVIII.

O arroz é considerado pela (FAO) Organização Mundial de Alimentação e Agricultura como um dos alimentos mais importantes para a nutrição humana.

O arroz é consumido diariamente por ⅔ da população do planeta apesar de ser um mercado dominado pelos árabes e asiáticos.  Segundo pesquisas realizadas no Texas, pessoas que consomem uma porção de arroz diariamente, branco ou integral, possuem menos gordura no organismo e  mais minerais como potássio, ferro e magnésio.

Sobre os tipos de arroz:

- Agulinha: o mais consumido pelos brasileiros. Rápido cozimento, macio e sem casca.

- Agulinha parboilizado: Igual ao agalinha tradicional porém passa por um processo de pré cozimento e tem valor nutritivo mais elevado.

- Agulinha Integral: a única diferença é que sua película externa não é retirada mantendo assim todos os seus nutrientes e minerais.

- Arroz Negro - originário da China. Extremamente nutritivo e bem duro o que faz com que seu cozimento seja bem maior.

-Arroz vermelho
O arroz vermelho é um grão integral que só teve sua casca removida, então guarda ainda muitos nutrientes. Existe dois tipos: o grão longo (da Tailândia) e o cultivado no Butão, que é médio. Leva cerca de 20 minutos para ser cozido e precisa escorrer antes de ser servido.

-Arroz jasmine
Originário da Tailândia, é conhecido também como Hom Mali. Deve ser lavado antes de cozinhar e precisa de menos água do que o arroz branco comum (cerca de 1 xícara de arroz para 1 ou 2 de água). Combina com grelhados e refogados.

-Arroz arbóreo
Exclusivo para os risotos, prato típico de Veneza, esse tipo de arroz tem os grãos curtos para que sua textura fique cremosa depois de cozido. Ele também funciona para fazer arroz doce.

- Arroz para sushi
Existe vários tipos de arroz usados no preparo do sushi. As principais são o Koshihikari, Sasanishiki e Hatsunishiki, todos grãos curtos. Para preparar, ele deve ser cozido no vapor e depois combinado com uma mistura de açúcar, sal e vinagre de arroz.

- Arroz selvagem
Na verdade, esse grão é uma semente de gramínea nativa da América do Norte. Rico em proteínas, fibras e aminoácidos, o grão é comercializado sem a casca. Embora demore cerca de 50 minutos para cozinhar, pode substituir o arroz branco em grande parte dos pratos.

-Arroz basmati
Cultivado na Índia e no Paquistão, é um grão longo e muito aromático (seu nome significa ¿cheiroso¿ em sânscrito). Pode ser encontrado integral ou branco. Vai bem com pratos indianos, curry e frituras.

Não vamos ensinar aqui a fazer arroz porque esse assunto já foi abordado dezenas de vezes, mas, trouxemos uma lista de dicas para quem ainda tem dificuldade. Anote porque são de ouro!

Para um arroz perfeito:

- Sempre tenha em mente que a quantidade de arroz que você for usar, deve-se colocar o dobro de água ( para 1 xícara de arroz, 2 de água).

- Não faz diferença usar água fervendo ou água fria na hora de cozinhar o arroz, a única questão é que se você usar água fervente, seu arroz ficará pronto mais rápido.

- Não ha a necessidade de se lavar o arroz. Quando enxaguamos os grãos em água corrente, perdemos uma quantidade relativa de nutrientes, o que prejudicará consequentemente a sua alimentação. Como o arroz é um grão seco, ele não conduz bactérias. Se mesmo assim você ainda tiver alguma preocupação referente a este assunto, ate por cozinha-lo em água fervente, o que eliminará qualquer resquício de contaminação .

- Refogar o arroz faz com que os grãos fiquem protegidos por uma "crosta" da gordura utilizada e assim não absoravam tanta água, fazendo com que fiquem cozidos porém firmes.

- Após refogar os grãos, junte a água e mantenha o fogo médio. Assim que a água secar e surgirem "furinhos" na superfície do arroz, tampe a panela e baixe o fogo. Conte 5 minutos e verifique se a água secou por completo e verifique se os grãos estão cozidos

- Quando o arroz estiver cozido, desligue o fogo e deixe descansar por uns 10 minutos. Antes de servir, solte todo ele na panela com um garfo para que fique bem soltinho.

E convenhamos, arroz cai bem com tudo e mais um pouco!

E como estamos falando de arroz, não deixe de conferir nosso maravilhoso Risoto de Beterraba AQUI

 

Ainda não existem comentários.

Comentários